Ministro faz apelo para que público-alvo se vacine até hoje contra a gripe


 

Nacional - 01/06/2012 - 21:28:05

 

Ministro faz apelo para que público-alvo se vacine até hoje contra a gripe

Ministro faz apelo para que público-alvo se vacine até hoje contra a gripe

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

A meta é proteger 24,1 milhões de pessoas com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e 2 anos, gestantes, trabalhadores de saúde e indígenas, 80% do público-alvo.

A meta é proteger 24,1 milhões de pessoas com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e 2 anos, gestantes, trabalhadores de saúde e indígenas, 80% do público-alvo.


O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, pediu ontem (31) que os grupos considerados prioritários na vacinação contra a gripe procurem os postos de saúde até hoje (1º), quando acaba a campanha nacional de imunização contra a doença.

A meta do governo é proteger 24,1 milhões de pessoas com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e 2 anos, gestantes, trabalhadores de saúde e indígenas, totalizando 80% do público-alvo.

“Podemos discutir caso a caso, alguns estados específicos que possam não ter atingido a meta, mas o fundamental é que as pessoas se vacinem até o dia 1º de junho porque, quando se toma a vacina, demora de dez a 15 dias para se estar totalmente protegido contra a gripe. Portanto, se vacinar nesta data permite que você esteja protegido no momento em que o inverno é mais rigoroso e em que a transmissão da gripe aumenta”, explicou.

Após participar de entrevista ao programa Bom Dia, Ministro, Padilha lembrou que a decisão tomada pelo ministério em 2011 de ampliar os grupos prioritários ajudou a reduzir em 66% os óbitos e em 44% os casos graves de gripe no país. “É uma vacina que é segura, que protege as pessoas que mais precisam, que são os grupos prioritários, e que ajuda a cortar a cadeia de transmissão para o resto da população.”

;

Links
.
.
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



Lula e Gilberto Carvalho se tornam réus por corrupção passiva


MPF pede manutenção da prisão preventiva de Jacob Barata Filho


MTST ocupa portaria do Ministério da Fazenda em protesto contra ajuste fiscal


Raquel Dodge apresenta procuradores que vão atuar na Lava Jato


Trump diz na ONU que Coreia do Norte 'será destruída' se ameaças continuarem


3,4% aprovam governo Temer e 75,6% reprovam, aponta pesquisa CNT