Sabesp lança aplicativo que informa níveis dos reservatórios da Grande São Paulo


 

Informática - 27/10/2017 - 10:53:02

 

Sabesp lança aplicativo que informa níveis dos reservatórios da Grande São Paulo

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Os usuários de tablets e celulares podem baixar gratuitamente o programa nas lojas virtuais que atendem o seu sistema operacional – Play Store para Android e App Store para iOS

Os usuários de tablets e celulares podem baixar gratuitamente o programa nas lojas virtuais que atendem o seu sistema operacional – Play Store para Android e App Store para iOS


A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) lançou um aplicativo para informar à população sobre os níveis dos reservatórios que abastecem a Grande São Paulo. Os usuários de tablets e celulares podem baixar gratuitamente o programa nas lojas virtuais que atendem o seu sistema operacional – Play Store para Android e App Store para iOS.

O conteúdo, atualizado diariamente às 9h, traz informações sobre a situação dos seis principais sistemas que abastecem a região metropolitana. São informados o volume disponível nas represas e o regime de chuvas nas áreas de abastecimento. Também são fornecidos gráficos comparativos dos níveis dos mananciais mês a mês nos últimos cinco anos.

Atualmente, os reservatórios que abastecem a Grande São Paulo operam em normalidade. O Sistema Cantareira têm armazenado uma quantidade de água equivalente a 46,8% da capacidade total. O Alto Tietê tem exatamente o mesmo percentual de armazenagem, o Sistema Guarapiranga, 55,6%, o Alto Cotia, 83,2%, o Rio Grande, 79,6%, e o Rio Claro, 71,5%.

Crise hídrica

A situação é bem diferente da registrada no mesmo período de 2015, quando o Sistema Cantareira operava na reserva técnica, o chamado volume morto, em um nível que em relação ao patamar atual significaria -13,4%. O Alto Tietê, por sua vez, tinha à época armazenados apenas 13,9% da sua capacidade.

Foi somente no fim de 2015 que a região metropolitana superou o risco de colapso no abastecimento, com o Sistema Cantareira chegando a níveis acima do volume morto. Durante a crise hídrica foi adotado racionamento de água e parte dos consumidores atendidos pelo Cantareira passaram a ter o fornecimento redirecionado para outros sistemas.

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias




Chilenos escolhem hoje novo presidente


Inep libera conteúdo de videoprovas em libras do Enem 2017


Malcolm Young do AC/DC morre aos 64 anos


Polícia prende Ronan Maria Pinto, dono do Diário do Grande ABC


Luiz Marinho é denunciado por fraude à licitação com agravantes e falsificação de documentos


Raquel Dodge defende prisão após condenação em 2ª instância em parecer enviado ao STF