-->


 

ABCD - 24/05/2019 - 07:58:17

 

Dep. Alex Manente ajuda na derrota de Sérgio Moro ao faltar na sessão que definiu sobre o Coaf

 

Da Redação .

Foto(s): Reprodução Facebook

 

Alex Manente e Sérgio Moro

Alex Manente e Sérgio Moro


Na quarta-feira, 22, a Câmara registrou às 9:00 horas, a presença do deputado do Cidadania, antigo PPS, Alex Manente que, ao que tudo indica, participou das sessões deliberativas extraordinárias, duas não deliberativas de COMEMORAÇÃO AO ATO DE CLAMOR PELO BRASIL  e de HOMENAGEM AO DIA DO FERROVIÁRIO E AOS (ÀS) EMPREGADOS (AS) DA VALEC ENGENHARIA, CONSTRUÇÕES E FERROVIAS S/A. Na sessão deliberativa extraordinária que teve início à 16:50 horas, que tratou da MP 870/2019 que  que estabeleceria a organização básica dos órgãos da Presidência da República e dos Ministérios, o deputado ainda estava presente no seu início, mas não obtivemos informação do horário que deixou o plenário e, portanto, deixou de votar importantes matérias tanto que ficou registrado nos anais da Câmara que, no Relatório de Votação que teve início às 20:36 horas, não constava mais o nome de Alex Manente entre os votantes.

Seu partido, o Cidadania, orientou seus deputados para votar pela permanência do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) no Ministério da Justiça, entretanto o voto que ajudaria a sua permanência sob o comando de Sérgio Moro não teve seu voto, pela não presença em plenário. O documento que comprova o ocorrido é da própria Câmara e pode ser comprovado em https://tinyurl.com/votamp870.

Os que votaram pelo retorno do Coaf ao Ministério da Fazenda ou que não estiveram presentes ou se absteram, na realidade deram aval à luta contra à CORRUPÇÃO, pois o instrumento no Ministério da Justiça
Moro lamenta retorno do Coaf ao Ministério da Economia.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, lamentou ontem, 23, a decisão da Câmara dos Deputados, que aprovou na noite de quarta-feira, 22, - por 228 votos a favor e 210 contrários - a volta do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Ministério da Economia.

Ao analisarem a Medida Provisória da Reforma Administrativa (MP 870/19), os deputados rejeitaram um destaque que queria restaurar o texto original que determinava que o órgão ficaria sob a guarda do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Entre os deputados, 210 votaram pela aprovação do destaque e quatro se abstiveram.

“Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o Coaf do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância. Agradeço aos 210 deputados que apoiaram o MJSP [Ministério da Justiça] e o plano de fortalecimento do Coaf”, disse Moro.

Dos 513 deputados que possuem cadeira na Câmara estiveram presentes somente 443 dos quais 1 invocou o artigo 17, 4 se abstiveram, 210 votaram pela permanência do Coaf com o Ministério da Justiça e 228 votaram à favor de o Coaf ir para o Ministério da Fazenda e perder força no combate à corrupção endêmica que se instalou no país.

Foi encaminhado à assessoria do deputado o seguinte questionamento na quinta-feira, 23:

"Solicitamos posição do deputado Alex Manente com relação a sua presença na sessão ordinária de ontem na Câmara que deliberou a MP 870/2019? Esteve presente na votação dos destaques? Quais? Se não esteve presente qual a razão?"

A resposta da assessoria de Alex Manente foi a que segue:

"Como secretário de Relações Internacionais da Câmara Federal, o deputado Alex Manente representa o parlamento brasileiro e está em missão oficial no ParlAmericas, composto por  35 casas legislativas de Nações Americanas".

Nos próximos dias 29 e 30 de maio, o deputado Alex Manente estará no Canadá para participar da 'Reunião parlamentar no âmbito da Cúpula Global da Parceria para Governo Aberto' da ParlAmericas. A assessoria não tpossuia a informação de quando o deputado Alex Manente irá embarcar para o Canadá.

Deduz-se, portanto, que Alex estava em Brasília no momento da votação, mas ausente para tratar, provavelmente, dos detalhes para a viagem ao Canadá.

O deputado federal do Cidadania, ainda deverá representar o parlamento brasileiro na ParlAmericas no México (18 de junho), no Suriname (8 de agosto) e no Paraguai (30 de outubro).

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Bolsonaro analisará possíveis vetos a projeto de abuso de autoridade


Confira as ações consideradas abuso de autoridade e as penas previstas


Projeto de Lei sobre abuso de autoridade é aprovado na Câmara e segue para sanção


Alex Manente não vota a favor dos principais destaques da previdência: policiais, mulheres e professores, dentre outros


Câmara aprova regras especiais de aposentadoria de policiais da União


Câmara aprova mudanças em regras de pensão e para mulheres