-->


 

ABCD - 27/12/2016 - 14:14:09

 

Orlando Morando anuncia os últimos secretários para a nova gestão

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Secretariado Final - Monica Leça, Adalberto Guazzelli, Alexander Mognon, Marcelo Lima, Orlando Morando, Carla Sardano, Dr. Carlos Alberto Pagliuca, Hiroyuki Minami e Dr. Mario de Abreu

Secretariado Final - Monica Leça, Adalberto Guazzelli, Alexander Mognon, Marcelo Lima, Orlando Morando, Carla Sardano, Dr. Carlos Alberto Pagliuca, Hiroyuki Minami e Dr. Mario de Abreu


O prefeito eleito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), anunciou nesta terça-feira (27), os últimos secretários que farão parte de seu governo. Sua esposa Carla Sardano Morando será presidente do fundo municipal de solidariedade, os vereadores eleitos Alex Mognon, Dr. Mario de Abreu e Hiroyuki Minami assumem, respectivamente, as secretarias de Esporte, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Dr. José Carlos Pagliuca estará à frente da secretaria de segurança pública, Adalberto José Guazzelli é o novo diretor de cultura e Monica Leça chefiará o gabinete de Orlando Morando.

Anunciados os nomes, Morando seguiu a mesma linha dos demais anúncios, entregou o plano de metas de cada secretaria, contendo o plano de governo entregue por ele e sua equipe durante a campanha e enfatizou que todos terão desafios a serem vencidos. “A segurança é nosso maior problema atualmente, a maior insatisfação popular seguida pela pasta de saúde. Além disso, assumi um compromisso com a Guarda Civil Municipal em dobrar o efetivo, melhorar o armamento, melhorar o salário e trazer de volta a sensação de segurança para nossa cidade, Palhuca terá esta missão e sei que por seu currículo e recomendações fará um grande trabalho”, justificou a escolha do secretário de segurança, Orlando.

Orlando disse ainda que Alex Mognon terá ao seu comando uma pasta que permeia todas as outras. ‘’O esporte está ligado a todas as áreas, criança fazendo esporte não se envolve com drogas e as pessoas da terceira idade que praticam esporte ficam longe dos remédios, temos que retomar esta cultura em nossa cidade”.

O desafio do próximo secretário de desenvolvimento econômico, Hiroyuki Minami será devolver a pujança de São Bernardo como a terra do emprego, outro compromisso firmado por Orlando Morando, junto da população. “Hoje são oitenta mil desempregados, temos que mudar a relação com as empresas, voltarmos a ser uma cidade competitiva, parceira do setor produtivo e principalmente, melhorar a qualidade de vida do trabalhador. Se tem uma pasta em que o prefeito ficará no pé do secretário é esta e por isso confiei este projeto ao experiente Minami”, declarou Morando.

Outra polêmica está nas mãos de Adalberto José Guazzelli, que assume como diretor de cultura com o imbróglio da obra do Museu do Trabalhador, que está paralisada e irregular. No meio ambiente, Dr Mario de Abreu terá de lidar com a preservação, a recuperação e a fiscalização das áreas de mananciais do município.

A nova chefe de gabinete, Monica Leça continuará organizando a vida do prefeito eleito Orlando Morando, que voltou a frisar que pretende ter agenda diária de compromisso público enquanto Carla Morando dedicará parte de seu tempo de mãe e empresária à presidência do fundo municipal de solidariedade.

Assim que assumirem as secretarias, os vereadores eleitos darão lugar na Câmara Municipal aos seus suplentes, Ary de Oliveira, Lia Duarte e Samuel Alves todos do PSDB.

Orlando Morando anunciará amanhã os presidentes de fundações e autarquias, que também farão parte de seu governo que se inicia no próximo dia 1º de janeiro. “Mais uma vez obrigado a todos pela confiança e por terem aceitado junto comigo o desafio de mudar a vida de todos os são-bernardenses”, finalizou o prefeito eleito.

 



;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Prefeitura de São Bernardo promove 1ª Feira de emprego para jovens de 16 a 22 anos


Rússia é banida por doping e está fora de Tóquio 2020 e de Mundiais


Receita abre consulta ao 7º lote de restituição do Imposto de Renda


Bumba Meu Boi pode se tornar patrimônio imaterial da humanidade


Bolsonaro pede revogação de medida que excluiu atividades de MEI


STF aprova compartilhamento total de dados financeiros da Receita Federal com o MP sem autorização judicial