-->


 

Nacional - 31/12/2007 - 10:37:08

 

Lula avalia 2007 como um dos melhores anos

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva avalia que o ano de 2007 foi um dos melhores dos últimos tempos no Brasil, segundo entrevista ao programa Café com o Presidente. Segundo Lula, algumas razões evidenciam esta avaliação. "Primeiro, o povo brasileiro está acreditando cada vez mais de que o Brasil é um país que encontrou o seu caminho. Segundo, a economia está indo bem. Os salários estão crescendo, o emprego está crescendo. E é tudo que as pessoas desejam: tranqüilidade para viver com muita dignidade. " O presidente acredita que não só foi possível ter um 2007 muito bom como também mantém uma visão muito otimista em relação a 2008. Lula acrecenta que muitos investimentos estão para acontecer agora, sobretudo com as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "A economia continua crescendo". "Quase todas as obras (que têm previsão de início entre fevereiro e abril) vão começar a gerar emprego, ou seja, vão começar a produzir alguns efeitos que nós queremos, para melhorar a vida do povo, para gerar emprego e gerar distribuição de renda. Então, eu estou muito feliz", afirma Lula. Ele se diz satisfeito com as coisas que estão acontecendo. Mas ele ressalta que não se pode achar que está tudo bem. "nós temos que fazer mais, temos que trabalhar mais, temos que ter muito mais garra, ter muito mais otimismo para que a gente possa garantir que o Brasil vai ter um longo ciclo de crescimento para recuperar as duas décadas e meia que nós não crescemos." ;

Links
.
.
Vídeo


Últimas Notícias



Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas


Luiz Marinho têm bens bloqueados no caso do Museu do "Lula"


Bolsonaro defende que ataques no CE sejam considerados terrorismo


Marcos Pontes diz que fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país


Inflação do aluguel é de 0,03% na primeira prévia de janeiro


Ibovespa fecha o dia em alta, com novo recorde, e dólar cai abaixo de R$3,70