-->


 

Internacional - 04/01/2018 - 17:45:55

 

Trump 'declara guerra' contra a legalização da maconha

 

Da Redação com ANSA Brasil

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Donald Trump, presidente republicano dos Estados Unidos da América

Donald Trump, presidente republicano dos Estados Unidos da América


O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, anunciou nesta quinta-feira (4) a anulação da política imposta pelo ex-presidente Barack Obama de desencorajar processos contra o mercado de maconha nos estados onde a erva foi legalizada. Autorizada por Donald Trump, sucessor do democrata, a medida é uma "declaração de guerra" contra a liberalização da cannabis, cuja venda, compra e posse é proibida por leis federais.

Atualmente, o uso recreativo de maconha é permitido em oito estados norte-americanos: Alasca, Califórnia, Colorado, Maine, Massachusetts, Nevada, Oregon e Washington, além do Distrito de Columbia. Já a utilização medicinal da planta também é autorizada em Arizona, Arkansas, Connecticut, Dakota do Norte, Delaware, Flórida, Geórgia, Havaí, Illinois, Louisiana, Maryland, Michigan, Minnesota, Montana, New Hampshire, Nova Jersey, Novo México, Ohio, Rhode Island, Vermont e Virgínia Ocidental.

Em um memorando de uma página divulgado nesta quinta, Sessions diz que os procuradores federais devem decidir por conta própria se dedicam recursos a casos relacionados à maconha, baseados nas outras demandas de seus distritos.

Segundo ele, os promotores devem seguir os "princípios bem estabelecidos de todos os processos federais", ao considerar a gravidade do crime e seu impacto na comunidade. No entanto, ainda não está claro como a mudança pode afetar o mercado da cannabis nos estados que a legalizaram.

A nova medida já é alvo de críticas, inclusive dentro do Partido Republicano. O senador conservador Cory Gardner, do Colorado, disse que o Departamento de Justiça "pisoteou" a vontade dos eleitores, já que a liberação do uso recreativo da erva foi aprovada pelo voto popular.

Durante a "era Obama", a estratégia da pasta era desencorajar ações que interferissem na venda de maconha nos estados onde ela foi liberada.

 



;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Justificativa eleitoral pode ser feita pela internet


Vagas do Mais Médicos são reabertas


Maioria do TSE rejeita ação do PT contra Bolsonaro


Conselho de Ética arquiva representação contra deputados petistas


Onyx apresenta lista dos 22 ministérios do governo Bolsonaro


Receita e PF apreendem mais de 285 kg de cocaína no Porto de Santos