-->


 

Informática - 24/11/2004 - 12:49:25

 

Polícia fecha bordel virtual no Rio

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 


A polícia do Rio fechou ontem o primeiro bordel virtual de que se tem notícia no País. Através de um site, proibido para internautas brasileiros, mulheres atendiam clientes estrangeiros que pagavam US$ 5 por minuto de acesso. A casa de prostituição funcionava há um ano e meio em um prédio residencial no Centro da capital carioca com o nome de uma empresa de tecnologia. Conforme a polícia carioca, a casa tinha oito cabines equipadas com cama, computador e câmara de vídeo. As prostitutas participavam de uma sala de bate-papo e os clientes que quisessem exclusividade poderiam fazer sexo virtual com elas e pagar a conta através de seus cartões de crédito. A polícia chegou ao local através de uma denúncia anônima e prendeu três sócios do empreendimento: um brasileiro, um venezuelano e um americano. A pena prevista para o crime é de dois a cinco anos de prisão. No momento do flagrante, dez mulheres estavam no apartamento. Eles foram ouvidas e liberadas. ;

Links
.
.
Vídeo


Últimas Notícias



Horário de verão termina neste domingo em 10 estados e no DF


Bolsonaro exonera Gustavo Bebianno após ministro vazar áudios privados do presidente, diz SBT


Tremor no Golden Square Shopping em São Bernardo assusta usuários


Bolsonaro destaca manifestação da AGU durante julgamento no STF


Boechat deverá ser homenageado pela cidade de São Paulo


Doria visita Bolsonaro e diz que ele deve deixar hospital esta semana