-->


 

Informática - 24/11/2004 - 12:49:25

 

Polícia fecha bordel virtual no Rio

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 


A polícia do Rio fechou ontem o primeiro bordel virtual de que se tem notícia no País. Através de um site, proibido para internautas brasileiros, mulheres atendiam clientes estrangeiros que pagavam US$ 5 por minuto de acesso. A casa de prostituição funcionava há um ano e meio em um prédio residencial no Centro da capital carioca com o nome de uma empresa de tecnologia. Conforme a polícia carioca, a casa tinha oito cabines equipadas com cama, computador e câmara de vídeo. As prostitutas participavam de uma sala de bate-papo e os clientes que quisessem exclusividade poderiam fazer sexo virtual com elas e pagar a conta através de seus cartões de crédito. A polícia chegou ao local através de uma denúncia anônima e prendeu três sócios do empreendimento: um brasileiro, um venezuelano e um americano. A pena prevista para o crime é de dois a cinco anos de prisão. No momento do flagrante, dez mulheres estavam no apartamento. Eles foram ouvidas e liberadas. ;

Links
.
.
Vídeo


Últimas Notícias



Medida Provisória acaba com o DPVAT


Senado aprova PEC que adia quitação de precatórios


Morre o Presidente da Câmara de São Bernardo do Campo, Ramos Ramos, em acidente de carro


TJ-SP devolve mandato a prefeito de Mauá, cassado por deixar cargo vago ao ser preso


Governo federal lança carteira estudantil digital


CAOA acerta compra da fábrica da Ford para produzir Changan