Campanha global pede fim da violência contra as mulheres --> --> -->
-->


 

Mulher - 20/11/2023 - 20:18:38

 

Campanha global pede fim da violência contra as mulheres

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação

 

Mulheres negras estão entre as principais vítimas

Mulheres negras estão entre as principais vítimas


A campanha 21 Dias de Ativismo Pelo Fim das Violências Contra as Mulheres teve início nesta segunda-feira (20). A abertura da ação global coincide com o Dia da Consciência Negra, como forma de chamar a atenção para o fato de as mulheres negras estarem entre as principais vítimas de violência, expostas ao machismo e ao racismo.

A campanha, realizada anualmente, visa conscientizar a sociedade sobre as agressões sofridas pelas mulheres dentro de casa, no ambiente de trabalho, na justiça e em locais coletivos, bem como propor medidas de prevenção e combate à violência. As atividades são realizadas pelo Poder Público e organizações da sociedade civil. No Distrito Federal, eventos serão promovidos pela Central Única dos Trabalhadores (CUT).  

Uma mulher é vítima de violência a cada quatro horas, conforme dados do boletim da Rede de Observatórios da Segurança. Em 2022, 1.437 mulheres foram vítimas de feminicídio, sendo 61,1% delas negras. 

A campanha vai até o dia 10 de dezembro. O movimento surgiu a partir de uma iniciativa internacional chamada 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a mulher, iniciada em 1991, em homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, que foram assassinadas, em 25 de novembro de 1960, na República Dominicana. Elas foram violentadas, torturadas e mortas durante a ditadura de Rafael Trujillo.

 

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



São Bernardo entrega 10 micro-ônibus em nova etapa da renovação da frota municipal


Ato reúne apoiadores de Bolsonaro em São Paulo


Brasil fatura o hexacampeonato mundial de futebol de areia


Ministros de Finanças do G20 se reúnem em São Paulo nesta semana


Mulher é estuprada dentro de delegacia no Guarujá


Chuva deixa cidade de São Paulo em estado de atenção para alagamentos